Entenda como o papel dos pais na educação dos filhos faz diferença

Setembro 16, 2019

pai e filho

A base familiar é o alicerce no desenvolvimento humano. Principalmente na fase da infância e adolescência, os pais são os principais referenciais na formação de seus filhos.

Para formar uma boa pessoa, antes de mais nada, os pais devem estar conscientes de que são os reais modelos de comportamento ético e moral dos filhos. Sendo assim, a empatia e a compreensão deles nas fases de aprendizagem das crianças é extremamente importante. 

Existem diversos tipos de criação que respeitam o tempo da criança e ensinam a serem disciplinadas com firmeza e gentileza ao mesmo tempo, sem punição, castigo ou recompensa. 

Disciplina positiva

A comunicação-não violenta entre pais e filhos já tem nome: trata-se da disciplina positiva. A abordagem, criada por Jane Nelsen, busca educar as crianças com firmeza e gentileza, desenvolvendo senso de responsabilidade, autonomia, cooperação e respeito por si e pelos outros. 

Pesquisas recentes atestam que as crianças são "programadas" desde o nascimento para estabelecerem conexões com os outros, e que crianças que se sentem conectadas à sua comunidade, família e escola tendem a apresentar menos comportamentos inadequados.

As crianças precisam desenvolver habilidades de vida ao longo da vida com o intuito de se tornarem adultos bem-sucedidos. Definimos o termo “bem-sucedidos” da seguinte maneira: cidadãos felizes e contribuintes para o bem de sua comunidade.

 Por que a disciplina positiva promove o autoconhecimento e o autocontrole?

Você vai perceber que a disciplina positiva vai te fazer pensar na sua própria personalidade, em como foi sua infância e, como consequência, vai te ajudar a entender o que está por trás das suas reações sobre os comportamentos da sua criança.

Quando você conhece sua própria história e entende que por trás de um mau comportamento existe uma necessidade, você consegue olhar para você e para sua criança, para as reais necessidades de ambos. E depois de olhar para nós mesmos estamos muito mais propensos a agir com calma e consciência.

Como começar a aplicar a disciplina positiva com a minha criança?

Ao considerar a maneira como lidamos com os desafios da educação de uma criança, devemos pensar se essa maneira responde a esses cinco pilares:

  1. É respeitosa? Desejamos tanto que as crianças nos respeitem e respeitem os outros, mas, se não somos respeitosos com ela, como ela vai aprender isso?;​
  2. Essa maneira contribui para que a criança se apodere de um senso de aceitação e importância? Todo ser humano busca se sentir aceito, amado e importante — especialmente as crianças que, muitas vezes, apresentam mau comportamento por não se sentirem assim;
  3. Essa maneira é efetiva a longo prazo, ela traz efeitos positivos para o futuro?;
  4. Ajuda a criança a desenvolver habilidades sociais e de vida valiosas para que ela possa desenvolver um bom caráter? Ex.: empatia, segurança, responsabilidade;
  5. Ajuda a criança a descobrir o quanto ela é capaz e a usar o seu poder pessoal de maneira útil?

Respeitando esses 5 pilares, seu caminhos com a disciplina positiva será muito mais fácil. 

Gostou do tema? Curta e compartilhe.


Inscreva-se